31 de março de 2013

meu nome é IDA SEM VINDA

O Tempo. Por: Google
Já se passaram 12 anos. Mesmo assim a memória volta sempre para aquela estrada escura, o aperto no peito, o balanço do carro, minha mãe segurando minha mão e o celular tocando. O nome que aparece é "Pai" e, no entanto, nunca mais será ele. Demorei para atender, era meu primo, ligando para saber quanto tempo faltava para chegarmos. O tempo...  "O bom caminho é haver volta, para ida sem vinda basta o tempo." Hoje completam 12 anos daquele dia e o tempo não me poupa o mesmo aperto no peito.

Horário do Fim

morre-se nada 
quando chega a vez 
é só um solavanco 
na estrada por onde já não vamos 
morre-se tudo 
quando não é o justo momento 
e não é nunca 
esse momento


P.S.: A citação e a poesia são de Mia Couto, escritor moçambicano que me ajudou na catarse de hoje.

30 de março de 2013

meu nome é @NORAMAHA

Descobri hoje a Nora Ann-Francis Martin-Hall no Instagram, sem muitos detalhes de biografia, a não ser que ela nasceu no mesmo dia de meu sobrinho, tem 24 aninhos e vive na Califórnia.

O nome é massa, a arte melhor ainda. Mas por que ela está no nosso bloguinho na véspera de Páscoa? Ela desenha coelhos! E mesmo com a piada rodando minha cabeça do menininho que pergunta ao pai por que não é "galinha da Páscoa", resolvi prestigiar o bicho orelhudo, já que convivo com um e sei que eles são mesmo esteticamente os mais fofos dos fofos.

A cara de Zero3, meu coelho. Por: @noramaha (Instagram)

Coelhinho da Páscoa
Que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos e
Um capacete protetor de pensamento!

Coelhinho da Páscoa
Que cor eles têm?
Azul, amarelo e
Invisível também!

22 de março de 2013

meu nome é REQUEBRA

"Tudo fica mais bonito você estando perto"

Sabe uma sexta-feira daquelas que a gente pensa que vai dormir após a novela das sete, pois a semana já sugou toda a sua energia? Pensei que esta fosse uma dessas, mas eis que começo a ouvir música... 

Cheguei com coragem apenas para o banho e um cafezinho rápido. Sentei no sofá e comecei a pesquisar umas músicas na internet e chego a um som bem conhecido. Um ritmo que dá vontade de se mexer os ombros, os quadris, e os braços abrem como asas. Acontece então que o som penetra pelo ouvido e inunda tudo por dentro com lembranças e desejos. Como é boa essa sensação que a música traz na gente...

Nem quero pensar muito na sucessão de palavras e frases escritas aqui, só embalada pela música...

Vamos fazer uma brincadeira? Veja se sabe o que estou escutando com as pistas abaixo:

1. é da Bahia
2. é lindo de ver e de ouvir
3. é música que ultrapassou nosso continente
4. é representante de tudo o que há de mais belo na cultura baiana
5. é de antes e de agora, igualmente

Sabia que diriam OLODUM!

Para meus queridos soteropolitanos, ou não, que dividiram comigo tantos momentos maravilhosos numa Salvador de saudades, "TODOS CANTANDO FELIZES DE BEM COM A VIDA"!

Aos que nunca foram, estão convidados para conhecer o melhor dos melhores carnavais do mundo! O mais musical, dançante, divertido e contagiante carnaval! Mais que festa, é pura delícia!

12 de março de 2013

meu nome é JAVAN e JOVANE

Das variações de nomes, essas foram as mais diferentes que vi nos últimos tempos. Seria Javan uma variação de Djavan? E Jovane o abrasileiramento de Giovanni? É bom viver num mundo de pessoas criativas! Percebo que, mesmo que às vezes a gente pense que existe um “erro” na certidão, no fundo o que existe são desejos de exclusividade.

5 de março de 2013

meu nome é CABRA

A cabrita até que é bonitinha... Mas não vou me render! Fonte: Google
Pronto, a coragem apareceu. No próximo período espero que ela esteja ao meu lado, inspirando-me ações rápidas e eficazes em prol de minhas buscas. O discurso está lacônico; é intencional. Realmente não pretendo abrir o livro de minha vida aqui, vocês não suportariam tantas insatisfações contidas em uma única pessoa.
E por falar em insatisfação, melhor desabafar logo algumas aqui antes que exploda. Estou irada com a Globo. A próxima novela das seis trará uma personagem com nome Ariana. Quem é a atriz? Uma cabra! Sim, uma cabrita, bicho, toda enfeitada e mansa. Nada contra as cabras, mas isso não vai ser nada bom de conviver nos próximos anos. A homenagem a Ariano Suassuna vai me custar caro. Prevendo embates sérios com piadistas de plantão. Dai-me bom humor!
Se só esse fosse o motivo da insatisfação seria fácil, mesmo por que sei que ainda vou rir muito com essa história da cabra. Às vezes detona a bomba da indignação em meu peito e vou remanchando, remoendo, revivendo, até tudo escorrer pelo ralo do "não-posso-fazer-nada-a-respeito". Saltito quando há um desvio pelo rodo do "sim-posso-agir"! Como é boa a sensação de ação nesses momentos, quando tudo o que me incomoda perde a importância.
Esse é meu conceito de perdão. Sem gracinha, ainda não te perdoo, Globo!